06 de Setembro de 2019Júnia Jacinto Lara146 Visto

Entidades se reúnem para tratar de ações em defesa do Saúde Caixa

 Entidades representativas dos usuários de planos de saúde autogeridos se reuniram novamente na quarta-feira (04) na sede da Fenae para dar continuidade ao trabalho em prol do Saúde Caixa. Além da Fenae, estiveram presentes representantes da Fenacef, Fenaf, Dieese, Contraf CUT, Aneac, Social Caixa e Comissão de Empresa da Caixa. 

 Consenso entre as entidades representativas, os esforços serão no sentido de as entidades trabalharem conjuntamente para acabar com o teto de gastos do Saúde Caixa. A Caixa colocou em estatuto que a empresa só arcará com 6,5% dos gastos do plano. O teto fará com que o percentual se inverta. Hoje o usuário paga 30% e a Caixa 70%. 

A alteração do estatuto está amparada pela resolução 23 da Comissão Interministerial de Governança Corporativa e de Administração de Participações Societárias da União (Cgpar), outro ponto de enfrentamento da luta pelo Saúde Caixa.

 Foram debatidas estratégias de atuação conjunta no combate às resoluções da CGPAR, incluindo o apoio ao PDC 956/2018 da Erika Kokay. O projeto, que tem como objetivo sustar os efeitos da CGPAR, aguarda votação no plenário da Câmara dos Deputados.

Umas das ações de apoio foi a entrega da carta às lideranças dos partidos para ajudar na sensibilização da votação. O documento, explica que a resolução precariza o sistema brasileiro de saúde coletiva já que com o desmonte dos planos de autogestão, milhões de trabalhadores e seus familiares acabarão deixando as autogestões, causando inclusive sobrecarga ainda maior ao SUS.

Também foi proposto, na reunião, o envio de um ofício à Caixa pedindo explicações sobre os números do Saúde Caixa lançados no recente balanço do banco. As entidades reclamam de transparência e informações nas notas explicativas.

Em 22 de agosto a Anapar, que recentemente criou a Diretoria de Saúde, coordenou o segundo Encontro de Assessorias Jurídicas das entidades representativas dos usuários de autogestões em saúde das estatais federais. O tema também será debatido no Segundo Seminário em Defesa das Autogestões em Saúde para que seja debatido e definido as ações de enfrentamento.

“Vamos continuar trabalhando em conjunto para derrubar esses ataques contra os planos de saúde dos trabalhadores das estatais. Acreditamos que a luta é o único caminho”, afirma a diretora de Saúde e Previdência da Fenae, Fabiana Matheus.

II Seminário Nacional em Defesa dos Planos de Saúde de Autogestão

No dia 26 de setembro a Anapar realizará em Brasília (DF), o Segundo Seminário Nacional em Defesa dos Planos de Saúde de Autogestão das Estatais Federais.

O evento contará com a participação de representantes dos usuários de diversos planos hoje ameaçados pela CGPAR. Será no  Hotel San Marco, no Setor Hoteleiro Sul, Quadra 6, das  8h30 às 18h. As inscrições poderão ser feitas até 24 de setembro em www.anapar.com.br.